Conheça o que deve ou não fazer parte da sua alimentação no verão.
Conheça o que deve ou não fazer parte da sua alimentação no verão.

Vem aí a altura do ano que muita gente simplesmente adora. Desde um passeio matinal, passando por uma tarde na praia ou mesmo um churrasco com os amigos, toda a gente tem os seus hábitos que adora fazer nesta estação do ano.
O que não pensamos muitas vezes, é a nossa alimentação no verão e os cuidados que devemos ter.

Porque a alimentação no verão deve ser diferente?

Devido às altas temperaturas, o nosso corpo tem uma lista grande de cuidados a ter, e um dos mais importantes é a alimentação.

Como falei anteriormente, a alimentação saudável é uma alimentação que vai de encontro ao que o nosso corpo precisa para se nutrir, assim como para melhorar a sua saúde em geral.

Nesse sentido, temos de identificar quais as principais necessidades que o corpo tem no verão, e assim adaptar a nossa alimentação a elas.

Para conhecer aquilo que o seu corpo precisa no verão, pense num dia de muito calor. Provavelmente vai recordar algum dia em que só procurava uma sombra, uma bebida fresca e um sítio para repousar.

Por ai, já podemos ver duas coisas que podemos auxiliar o nosso corpo, com base na alimentação que temos no verão: A temperatura corporal e a hidratação.

Um outro ponto, é que com base no aumento de temperatura corporal, também aumenta tanto o desgaste físico para reduzir essa temperatura, assim como a vasodilatação, para que o sangue circule mais facilmente.

Com base nisto, já podemos fazer uma lista dos alimentos que devemos eleger para o verão, como aqueles que devemos ficar longe.

Alimentação no verão – os melhores alimentos

Além do consumo regular de água, há muitas outras maneira de nos hidratar no verão. Uma das melhores, continua a ser a ingestão de frutas e legumes.

Nesse sentido, há uma fruta que destaco perante todas as outras:

Melancia

Rica em água e antioxidantes, a melancia ajuda a hidratar e manter o seu aspeto jovem.
Rica em água e antioxidantes, a melancia ajuda a hidratar e manter o seu aspeto jovem.

Com aproximadamente 30 calorias por cada 100 gramas, este fruto é constituído por 90% água, o que faz dela um dos melhores alimentos para se hidratar no verão.

Outro ponto a favor, é a sua quantidade de anti-oxidantes: estes ajudam a reparar muito dos estragos causados por radicais livres que estão em muitos dos alimentos que vou falar na lista de piores alimentos para o verão (mas que mesmo assim consumimos).

Chás e bebidas aromatizadas

Aqui já não me refiro a todos os chás, visto que alguns tem cafeína(já vou explicar em seguida).

Por outro lado, certamente chás gelados ou bebidas aromatizadas sem a adição de açúcar, é uma ótima maneira de ingerir grandes quantidades de água.

Dessa forma, não só vai hidratar o corpo, como ajudar a baixar a sua temperatura corporal.

Saladas

Eleito já como a “comida de verão” para muitas mulheres, as saladas são refrescantes e normalmente vem com as gorduras corretas. Com isto quero dizer: muitas gorduras boas, e poucas ou nenhumas gorduras más.

Assim, evitámos congestionar os nossos vasos sanguíneos com mau colesterol e aumentar o risco de problemas relacionados com esse “vilão”.

Chips de batata doce

Coloco esta na lista por uma razão muito simples: No verão, um dos alimentos que não conseguimos resistir, é as batatas fritas de pacote.

Elas parecem perfeitas para acompanhar um churrasco, e mal ouvimos o barulho do plástico, toda a nossa atenção vira-se para o pacote de batatas que está a acabar de ser aberto.

O problema reside que esse é um dos alimentos que devemos a todo o custo evitar no verão e que vou falar em seguida. Por agora, vou falar deste substituto que na minha opinião, ainda é melhor que o “original”.

Para as fazer, basta cortar uma batata doce em rodelas muito finas, espalhar por um tabuleiro e temperar com sal, pimenta e as suas ervas favoritas. 40 minutos e tem as suas batatas chips, numa versão mais saborosa e saudável.

Quinoa

A quinoa deve fazer parte da sua alimentação no verão. Veja porque.
A quinoa deve fazer parte da sua alimentação no verão. Veja porque.

Se pensa que para ter um corpo de verão não deve ingerir hidratos, está errado/a. Os carbohidratos fazem falta ao organismo e as fontes deles devem fazer parte da sua lista de alimentos para o verão.

Então se procura um corpo de verão, comece a lutar por ele com meses de antecedência e diga não a dietas que lhe trazem carências nutricionais e falta de saúde.

Continuando, uma das melhores fontes de hidratos que pode ingerir no verão, é a quinoa. Já conhecida por muitos como um alimento super-saudável, a quinoa não só aporta bastantes hidratos de carbono, como também está cheia de proteínas, ferro e potássio.

Como que se não chegasse para ser ótima, a quinoa tem bastante fibra, o que ajuda a regular o apetite e evitar que acabe por comer alimentos que não deve.

Piores alimentos para o verão

Agora que já vimos alguns dos melhores alimentos que pode ingerir no verão, também temos de ver alguns que devem ser excluídos da sua alimentação nesta época do ano (ou mesmo sempre).

Cafeína

Eu, pessoalmente, adoro acordar e tomar o meu café, almoçar e tomar o meu café e assim em diante. Não o faço por dependência, mas sim porque é uma bebida que eu adoro.

Porém, durante o verão, o único café que tomo, é o café ao pequeno-almoço, e quando tomo. Não é novidade para ninguém que o café é rico em cafeína. Apesar de em geral esta substância ser benéfica para o organismo, a verdade é que ela também pode ser prejudicial.

Uma das suas características é ser um vaso-constritor. Para quem não sabe, isto é exatamente o oposto da vaso-dilatação referida acima.

Ao ingerir cafeína, os vasos sanguíneos fecham e o corpo torna-se incapaz de reduzir de forma eficaz a sua temperatura corporal, assim como também sobe bastante a pressão arterial.

Muito também por causa deste efeito, as bebidas energéticas são das piores bebidas que se pode ingerir no verão.

Como que se não bastasse, a cafeina também tem um efeito diurético, o que pode levar à desidratação.

Carne grelhada

Apesar de agradáveis, os churrascos podem afetar a sua saúde.
Apesar de agradáveis, os churrascos podem afetar a sua saúde.

Adorado por muitos, um churrasco é a melhor forma de terminar uma tarde de verão na companhia de amigos.

O que acontece é que quando se cozinha carne a altas temperaturas, esta começa a libertar carcinogénicos como os hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HAP).

Ora, estes são responsáveis por mutações no ADN, ou por outras palavras, a formação de células cancerígenas.

Para ter consciência do quanto má é a substancia, esta também é encontrada no fumo do cigarro ou no escape do seu carro.

Batatas fritas de pacote

Para começar, qualquer batata frita é má, mas as de pacote são as piores.

Antes de comprar uma saca de batatas fritas, temos de pensar para o fim que elas foram feitas: dar lucro.

Para aumentar o lucro, o óleo para as fritar é utilizado e reutilizado vezes sem conta.

Durante esses repetidos processos de fritura, vão-se libertando substâncias também cancerígenas, como a acroleína. Esta também pode ver encontrada no escape do seu carro, quando este arranca.

Isto para não falar das altas quantidades de sal, geralmente presentes nestas batatas, que fazem disparar a sua pressão arterial.

Ora, ao combinar um churrasco com batatas fritas de pacote, o resultado é um cocktail de substâncias cancerigenas, colesterol e pressão arterial.

A meu ver, mais importante que desfrutar, é saber desfrutar com saúde e assim, poder desfrutar melhor e por muito mais tempo.

Refrigerantes

A melhor bebida que pode escolher para se refrescar é a agua.
A melhor bebida que pode escolher para se refrescar é a agua.

Companhia de muita gente numa esplanada de um café ou bar, esta bebida devia ser excluída da sua alimentação no verão.

Normalmente, dentro de uma dessas latas de refrigerante, geralmente de 330ml, podemos encontrar 120 calorias “vazias”, 30 gramas de açúcar refinado, cafeína (em alguns casos), além de corantes, aromas e sulfitos, que são substâncias tóxicas para os rins.

Se optar por aqueles “chás” solúveis, está a aumentar o risco de pedras nos rins, enquanto que se optar por regrigerantes “light”, os adoçantes presentes vão causar no seu corpo doenças como ansiedade, compulsão alimentar, depressão e outras doenças neurológicas.

Assim o melhor mesmo é preparar o seu chá e aproveitar todos os benefícios que ele lhe trás.

Alimentos termogénicos

Esta última categoria trás não um alimento, mas sim uma lista. Dizer aqui todos eles, faziam deste artigo maior do que aquilo que já é. Para não falar a partir daqui, estaria a ler muito e aprender pouco.

Sendo assim, resolvi resumir e incluir todos os alimentos termogénicos. Isto porque?

Os alimentos termogénicos tem a capacidade de aumentar a temperatura corporal.

Ora, se ela já é alta, subir ainda mais só vai dificultar a tarefa ao corpo. Como se não bastasse, uma temperatura alta pode causar danos irreversíveis no nosso organismo, ou mesmo levar à morte, em situações extremas.

Este motivo, faz dos alimentos termogénicos algo que também deve excluir da sua alimentação de verão.

Veja também: