Conhecido como um estratega, filosofo e pensador, o general Sun Tzu foi quem nos trouxe A Arte da Guerra, um livro de estratégias militares, mas que, com o tempo, se tornaram mais do que isso: se tornaram estratégias que podemos aplicar no nosso dia-a-dia. Por isso escolhi este livro para o seu momento de leitura em frente à lareira. Dê uma oportunidade a este livro e não se vai arrepender.

Quem foi Sun Tzu?

A Arte da Guerra - Sun Tzu
A Arte da Guerra – Um livro repleto de conhecimentos sobre a guerra que ainda se aplicam hoje em dia

Antes de falarmos da sua obra em si, falaremos um pouco de quem foi Sun Tzu.

Como falei anteriormente, Sun Tzu foi um pensador, filosofo e estratega chinês. A informação em si sobre Sun Tzu é escassa e algo incoerente, que entra muitas vezes em conflito com uma outra informação.

O que podemos guardar de Sun Tzu foi que ele era um general que viveu algures entre 550 a.C. e 490 a.C., numa época que a guerra ainda se mostrava ser muito primitiva. Nessa altura os réis e imperadores colocavam na frente das suas exércitos filósofos e pensadores. Isto acontecia porque a base da força de um exercito era a estratégia. Esta acabava por ser um fator mais importante do que a capacidade militar das tropas em si.

Já como general, ele foi capaz de subjugar os seus inimigos com pensamentos e filosofia, posicionamento e organização. Ele, como escreveu no próprio livro, A Arte da Guerra, acreditava que o resultado de uma batalha era ditado antes da batalha em si, da forma que se planeava assim como da forma que se preparava as suas tropas.

A Arte da Guerra – A obra

O livro A Arte da Guerra foi a nossa maior herança deste general. Ele deixou-nos escrito grande parte da sua sabedoria. Sabedoria a qual se tornou intemporal. Não falo sabedoria para a guerra em si, mas sim das batalhas que nos cruzamos diariamente.

Por outro lado, só na década de 1980 é que se tornou incrivelmente popular e esta magnífica obra conquistou os quatro cantos do globo. Contudo, mesmo antes da sua popularidade, ela já era conhecida por grandes generais e pensadores. Numa imensa lista de conhecidos leitores e seguidores das suas doutrinas, podemos encontrar nomes como Mao Tsé Tung, Genghis Khan e Napoleão Bonaparte. Também é um livro muito popular entre altos executivos, que alcançam sucesso também derivado ao conhecimento trazido por esta obra.

O que podemos esperar deste livro?

Sun Tzu - o autor de A Arte da Guerra
Estátua do general Sun Tzu – o autor de A Arte da Guerra

Para terminar, neste livro de 13 capítulos, ao contrário de muitos outros livros que nos contam uma história linear, repletos de aventuras e drama, encontramos um livro que não tem uma história, mas contém muito conhecimento. Atualmente, é um livro muito fácil de encontrar assim como o conseguimos encontrar a preços inferiores do que a uma ida ao restaurante. Em breve prometo deixar aqui um link para compra online.

Deixo aqui, para concluir este artigo deixo aqui não só algumas frases mais conhecidas, assim como algumas das minhas frases favoritas:

“A suprema arte da guerra é derrotar o inimigo sem lutar.”

“Triunfam aqueles que sabem quando lutar e quando esperar.”

“Quando cercar o inimigo, deixe uma saída para ele, caso contrário, ele lutará até a morte.”

“É mais importante ser mais inteligente do que o inimigo do que mais poderoso.”