Os obstáculos da vida acabam muitas vezes por nos deitar abaixo em vez de nos tornar mais fortes. Por essa razão é comum sabermos de alguém que sofre de uma depressão. A capacidade que temos de nos erguer de pé acaba por ser cada vez menor e dá lugar ao desespero e solidão.

O que é?

A depressão mata silenciosamente. Quando for o caso, ajude a si, ajude os seus
A depressão mata silenciosamente. Quando for o caso, ajude a si, ajude os seus

Em algum momento da vida, toda a gente se sente triste. é inevitável. O afastamento de alguém ou outra noticia menos boa pode estragar tanto o nosso dia, como a nossa semana. Por vezes, este sentimento de tristeza dura longos momentos e é muito mais forte, afetando assim a vida pessoal dessa pessoa, como a daqueles que a rodeiam. A depressão é bastante má, pois é silenciosa e devastadora para a mente, porém, é tratável.

A depressão pode ser causada também pelo stress do dia-a-dia, e há pessoas que são mais susceptíveis de sofrer desta doença. O porquê ainda ninguém sabe com certeza, mas pensa-se que a predisposição é genética. Isto não impede que alguém que não tenha ninguém na família que sofra da doença é imune, mas sim que tem menos chances de a contrair.

Não deixe a depressão ser mais forte que você
Não deixe a depressão ser mais forte que você

Pensa-se também que uma em cada 5 pessoas, vai sofrer pelo menos uma vez na sua vida de um episódio de depressão. Isto é um reflexo do estilo de vida que levamos e segundo a OMS, esta taxa de incidência tem tendência a aumentar. Só para entender um pouco mais da gravidade desta doença, anualmente 800 mil pessoas terminam com a sua vida derivado ao sofrimento que esta doença causa.

Causas da depressão

Segundo informação disponível no site saude.gov.br, as causas da depressão são três:

  • Genética: estudos com famílias, gémeos e adotados indicam a existência de um componente genético. Estima-se que esse componente represente 40% da suscetibilidade para desenvolver depressão;
  • Bioquímica cerebral: há evidencias de deficiência de substancias cerebrais, chamadas neurotransmissores. São eles Noradrenalina, Serotonina e Dopamina que estão envolvidos na regulação da atividade motora, do apetite, do sono e do humor;
  • Eventos vitais: eventos stressantes podem desencadear episódios depressivos naqueles que tem uma predisposição genética a desenvolver a doença.

Porém, como qualquer doença, há também fatores de risco que expõe mais ou menos uma pessoa a sofrer de depressão.

Fatores de risco

  • Dificuldades de longa duração – dificuldades financeiras, pobreza ou cuidar de uma pessoa incapacitada são alguns dos fatores que podem aumentar o risco de depressão.
  • Acontecimentos da vida – como falei acima, por vezes momentos de tristeza profunda são o suficiente para desequilibrar emocionalmente uma pessoa e causar depressão.
  • Stress e ansiedade – O stress e a ansiedade prolongados podem causar efeitos no bem estar mental e causar esta doença psicológica.
  • Abuso de álcool e drogas – O uso de álcool e drogas não só pode tornar a pessoa mais propensa a sofrer da doença, assim como também faz com que a doença seja mais forte e seja mais difícil o seu tratamento.
  • Medicamentos – Alguns medicamentos tem como efeito secundário causar esta doença. Antes de tomar qualquer medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico e nunca se auto-medique.
  • Problemas de sono – Problemas relacionados com o sono ou a falta dele também podem resultar tanto nesta doença, como em outras doenças tanto físicas como mentais. Se procura dormir melhor, veja o nosso artigo: 5 dicas para dormir melhor.
  • Personalidade – A personalidade de alguém pode ser também um fator de risco, visto que todas as pessoas tem formas diferentes de reagir aos problemas que aparecem durante a vida. Outro fator relacionado com a personalidade é o isolamento natural de uma pessoa. Isto acontece porque há pessoas que tem mais tendência a isolar-se.

Terminando

ama-te. A mensagem que devíamos ver todos os dias para uma melhor auto-estima
Cuida de ti e ama-te. Todos os dias

Finalizo este artigo sublinhado que a depressão é uma doença com cura. Muitas vezes depende da nossa vontade ou da nosso forma de ver as coisas vencer esta doença ou ajudar aqueles que nos rodeiam a tal.

Para continuar a leitura sobre a depressão, os seus sintomas e tratamentos, deixo aqui o seguinte artigo: